Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2015

Talvez um dia

Estou a aperceber-me da dificuldade em que vou ter em publicitar este blogue e acima de tudo a chegar um pouco mais além, no sentido de este ser lido por mais pessoas e quem sabe iniciar assim a tão desejada partilha de experiência e ajuda para sair de uma depressão. Não é um blogue comum, é verdade! Sou bombardeada e seguidora de muitos blogues pessoais efectivamente mais interessantes e divertidos em que a vida é abordada de uma forma bem mais leve e descontraída. Discute-se e partilha-se dicas de maquilhagem, roupas, modas e viagens e sinceramente são muito mais apelativos do que um blogue que descreve uma vida bem mais isolada, longe dos flashes e holofotes, mais pessimista e muito menos colorida! Mas que posso fazer se a minha vida é mesmo esta? Por vezes um completo marasmo e em tons de cinza e preto. Não possuo a beleza física das bloguista de moda, não tenho o seu conhecimento de make-up, aliás é raro maquilhar-me e nem sei de todo se o faço correctamente. De moda nada entendo…

Estrelas no céu

Há alturas na vida em que as palavras são parcas e custam a ser pronunciadas ou até escritas. Hoje é um desses dias! Quando nos deparamos os dias viraram meses e estes formaram anos e uma vida se passou tão rapidamente que não deu para realizar muitos dos tão desejados sonhos. O ser que outrora era cheio de força e vitalidade aos poucos foi esmorecendo e a sua enorme luz interior se apagando. Nessa altura pensamos no quanto a vida é fugaz e que tudo pode mudar num ápice. Numa questão de segundos, o mundo vira do avesso, os pés deixam de estar assentes no chão e tudo ao nosso redor parece turvo, desfocado, desfeito! Há que ter bem presente que o destino, as circunstâncias da vida ou o que lhe queiram chamar, trazem muitas surpresas, algumas das quais difíceis de aceitar como sendo factos consumados. Assim, aproveitemos cada instante, cada momento como se fosse único, especial e impossível de reproduzir. Guardemos com imenso carinho e ternura no nosso coração e memória cada um desses mi…

A precisar de escrever umas linhas

Estou mesmo a precisar de escrever um pouco e desabafar o que tenho sentido nestes últimos dias. Tenho dado por mim a pensar e sentir algo do qual sinceramente me envergonho: inveja. Envergonho-me profundamente do que estou a sentir, mas ao ver aqueles que me rodeiam a seguir com as suas vidas, a arranjarem trabalho, entrevistas de emprego em toda e qualquer parte do mundo, a casarem e a constituírem família e eu aqui neste marasmo de vida, sem conseguir dar a volta por cima e a lutar diariamente contra a tristeza que toma conta de mim, a apatia, a inércia que me consome internamente. Queria tanto estar noutra situação, mas sinceramente não sei se alguma vez será possível mudar aquilo que sou ou se terei de me aceitar assim mesmo e mentalizar-me que o meu percurso tem e é diferente dos demais. Dói ver que aos 34 anos não realizei nenhum dos meus sonhos, sofro ao ver-me na situação que me encontro, mas a verdade é que não tenho tido forças para mudar o rumo. Se quero mudar? Sim, quero …