Há quem não saiba dizer "Não" e há quem não saiba ouvir um "Não"!

sexta-feira, novembro 20, 2015

Já venho a remoer este assunto há 2 dias, o que foi bom para assentar as ideias e não reagir a quente, coisa que nunca dá bom resultado.

Não é que na quarta à noite fui abordada por um tipo no facebook, que teve a distinta lata de me enxovalhar, tentar denegrir e humilhar, tudo isto depois de ter levado com um redondo "Não"? Há quem não saiba, mas já aqui escrevi que conheci a minha quota parte de homenzinhos sem carácter e de má índole, aprendi da pior maneira a distingui-los e a perceber o que têm em mente, o que está por trás da abordagem. Preferia "ficar a seco" e peço desculpa pelo termo utilizado, foi a forma mais cordial, mas talvez a menos directa para referir o acto em questão, repito "prefiro ficar a seco" até ao final dos meus dias do que levar com um ser sem formação e educação, porque dinheiro ou curso superior não é de todo sinal de boa educação e de saber estar. Já conheci iletrados mais "instruídos" no que concerne a ser respeitador para com uma mulher, educado e cavalheiro, do que muito senhor com grau de doutor por extenso!!

Há quem não saiba ouvir um "Não" seja homem ou mulher. Durante toda a sua vida, tiveram paizinhos que sempre lhes fizeram as vontadinhas todas para que o menino(a) não chorasse ou amuasse, não ficasse traumatizado e deu nisto. Bem, nem sempre a culpa será dos pais, muitos têm mesmo mau carácter apesar da educação ter sido esmerada, mas creio serem a minoria. Se estiver errada, corrijam-me por favor! Estes seres crescem e quando alguém lhes diz "Não", em vez de acatarem o facto e seguirem em frente pois homens e mulheres há muitos (temos 7 mil milhões de habitantes no planeta Terra), resolvem vingar-se: atiram ácido para o corpo de quem os negou, violam, espancam e ainda proferem uma catrefada de ofensas com o intuito de humilhar, enxovalhar e denegrir o outro perante a comunidade. Tenho pena, tenho realmente muita pena que necessitem de tomar estas atitudes para se sentirem bem consigo mesmos.

Por mais que tentemos relevar e ignorar há coisas que nos deixam irritadas. E perguntam: "Mas porque razão ficaste assim? Se não conheces o tipo de lado algum porque lhe dás importância?". Porque nada nem ninguém tem o direito de julgar o outro sem nada saber sobre a sua vida, o que o levou à situação em que se encontra, de o ofender ou humilhar só porque lhe apetece descarregar no final de um mau dia. Como eu costumo dizer: "Quando calçarem os meus sapatos e viverem o dia a dia por mim, nessa circunstância podem tecer os seus comentários à vontadinha. Até lá, é preferível não mandarem as chamadas boquinhas e preocuparem-se mais com a sua vida do que com a vida dos outros. Só desocupado é que se preocupa e ocupa seu tempo a falar da vida alheia!". Fala-se tanto em liberdade e no 25 de Abril, mas esquecem-se que liberdade não é de todo isso. Liberdade não é dizer-se tudo aquilo que se quer e se pensa sem ter em conta as consequências que poderá ter no outro e, pior ainda, quando tudo é pensado e dito com o intuito de magoar! Meus caros, isso não é liberdade! Neste caso é mesmo falta de carácter, de educação e de bom senso!
E tudo isto porque não souberam ouvir um "Não"... Como diria o diácono Remédios "Ó meus amigos, eze. Não havia necessidade!"

Bom fim de semana e aproveitem da melhor forma este último dia do chamado "Verão de S. Martinho".

Beijinhos e abraços para todos e vamos lá aprender a dizer e a ouvir este advérbio constituído apenas por 3 letrinhas!


Resumindo...






You Might Also Like

0 comentários

Deixa o teu comentário!
Agradeço a tua visita. <3
Até breve!

Divulgar Blogs

Bloglovin'

Follow

Pinterest

Tumblr